30 de dezembro de 2011

"AN OPEN LETTER TO THE OCCUPY WALL STREET PROTESTERS"




Há vidas bem piores do que esta, a autora do vídeo "An Open Letter ...", Julie, sabe-o e afirma-o. (imaginem que tínhamos de padronizar a nossa vida pela sorte de "pelo menos" termos vivido mais que a criança que morreu de subnutrição nos primeiros dias de vida, com a boca no peito seco da sua mãe subnutrida, e há dúvidas sobre se esta criança que morreu ao colo da mãe viveu pior que outras que morreram sem ela; por agora é só para os "menos-mauistas").
Este é o testemunho da Julie sobre o seu regresso aos Estados Unidos. Sobre como é viver num país onde a tua saúde depende de um seguro que não consegues pagar.
Não temos de aceitar os Poor Standards que os clientes da Standard&Poor's ou da Dagong nos queiram impor. O que a Julie reclama para si e para todos, poder pelo seu trabalho receber o suficiente para pagar a renda e ir à mercearia, ter acesso à saúde e à educação e, claro, os meios para o conseguir: a taxação das grandes empresas e fortunas; o que a Julie quer é um mundo a que temos direito, um mundo em que conseguimos preencher as nossas necessidades com dignidade. Temos direito a isso e muito mais.

2 comentários:

  1. Sei que os tempos não estão para grandes optimismos mas o futuro pode estar nas nossas mãos se soubermos exercer os poucos direitos que ainda nos restam. Aqui deixo o meu desejo de um 2012 tão bom quanto o possível.
    Kaos
    Wehavekaosinthegarden.blogspot.com

    ResponderEliminar
  2. Um ano de 2012 cheio de força. O futuro está por conquistar!

    ResponderEliminar