5 de janeiro de 2011

A arte de promover um livro



É verdade, a JSD lançou um livro. Mas atenção, não é um livro qualquer, as edições Avante que se cuidem. São 208 páginas de pura adrenalina política. Se li o livro? Como se fosse preciso, então com histórias de Miguel Relvas, Pedro Passos Coelho, Rui Rio e restante magote de ex-jotas (uma vez jotas, sempre jotas, não vá o Sócrates esquecer), era lá preciso ler. A qualidade comprava-se só pelo toque. E o que falar da capa? Ah, a capa do livro! Um misto de design marxista-leninista com as ilustrações da série “Uma Aventura”. Reparem bem na loiraça estilo típico português que, na ponta da seta do coiso laranja, indica o caminho. Pois bem, agora olhem para o rapazinho à sua esquerda. Sim, meus amigos, laranjas! São laranjas! Laranjas para todos. Na contracapa, pronto, está o Sá Carneiro, meio sem graça.


Para aqueles que não se comovem facilmente com a beleza do grafismo, a JSD preparou um résumé apelativo. Afinal, uma entidade com a história e o percurso da JSD deve ter muito para contar, grandes pensamentos e linhas estratégicas de acção, uma visão para o país, histórias de luta justas e necessárias, coisas dessas, de que se faz a política. Ora vejamos:

Sinopse (Ler em Fnac.pt)


Sabia que…

… no I Congresso da JSD foi colocado um busto de Karl Marx no palco?
… foi uma bandeira da JSD e não do PSD que cobriu o caixão de Francisco Sá Carneiro?
… a JSD reunia em segredo, a altas horas da noite, com um ministro socialista da Educação, acertando pormenores da política do sector?
… foi da JSD o primeiro relatório que a Assembleia da República aprovou sobre o problema da droga em Portugal?
… o reavivar das tradições académicas em Coimbra foi uma decisão estratégica da respectiva Associação Académica, na altura liderada pela JSD?

… Pedro Passos Coelho participou certa vez num Conselho Distrital que não chegou a ser conclusivo devido a um "problema de cloro"? Estes e outros episódios são aqui relatados na primeira pessoa por alguns dos mais representativos militantes da Juventude Social Democrata. Dando voz às diversas gerações de dirigentes, estas Histórias da JSD pretendem registar momentos marcantes na existência de uma instituição incontornável da democracia portuguesa, reconhecidamente a maior força política de juventude.
É um livro dedicado a todos os actuais e futuros militantes da JSD, mas sobretudo aos que o foram um dia e cujas histórias de coragem, energia e convicção poderiam encher as páginas de outros mil livros iguais a este.

Corram às livrarias. As primeiras edições das grandes obras valem o seu peso em ouro.

(Não reparei se o livro vem com uma ficha de adesão, mas podem adquiri-la em qualquer festa da JSD, de quebra ainda ganham uma bebida, com ou sem laranja na mistura)

4 comentários:

  1. «Um misto de design marxista-leninista com as ilustrações da série “Uma Aventura”.»
    HAHAHAHAHA
    «Reparem bem na loiraça estilo típico português que, na ponta da seta do coiso laranja, indica o caminho.»
    HIHIHIHI
    «o rapazinho à sua esquerda. Sim, meus amigos, laranjas! São laranjas! Laranjas para todos.»
    HAHAHHAHHAHHAHA
    HILARIANTE!!! Bela descrição desta treta de livro! Há décadas que conheço jotinhas laranjas e não encontrei um único que não fosse oportunista (se calhar fui eu que tive azar).
    HAhaha tá mesmo muito cómico este post!

    ResponderEliminar
  2. Lamento só que não tenhas entendido como as coisas funcionam. A bebida não vem com a ficha. A ficha é que vem com a bebida. Vá, depois de algumas, muitas bebidas. E é sempre assim.

    ResponderEliminar
  3. cabelinho à fod*-se... http://www.youtube.com/watch?v=umQ5xO1CQIE

    ResponderEliminar
  4. Olá a todos os que vão ler este comentário neste blogue ou noutro muito bom como este. Pois é, estou encantado com todos estes posts bem feitos, quase que desenhados. Pois, eu gostava de fazer igual, mas não consigo. O meu dilema agora é cozinhar… A vida é dura e obrigou-me a morar sozinho, e a cozinha não é de todo o meu local favorito. Mas estou a tentar conhecê-la, mas as aventuras têm sido imensas. Fiz um blog humilde para colocá-las em forma de crónica pouco extensas. Gostava muito que todos vocês o visitassem e se possível o seguissem. É que tentar cozinhar e depois não ser ajudado, é algo muita mau.
    Cumprimentos a todos!

    http://tenhosalfaltamecolher.blogspot.com/

    ResponderEliminar